City Tour 2017-07-07T10:45:08+00:00

Reserve uma tarde para descobrir que vale a pena ficar mais alguns dias

Cidade cujo nome se confunde com as próprias atrações das Três Fronteiras, Foz do Iguaçu ocupa o imaginário dos turistas com a grandiosidade das Cataratas, a imponente presença da Usina de Itaipu, a atração das compras, cassinos, rios e esportes de aventura. Foz é tudo isso, claro. Mas também é muito mais. Cidade multicultural, tem uma história única que vale a pena conhecer. Reserve uma manhã ou uma tarde para fazer o City Tour, saiba mais sobre a cidade e a região e você descobrirá motivos para ficar mais alguns dias.

A cidade multicultural

No passeio de três horas, a bordo de um ônibus panorâmico vermelho, fica-se sabendo da Foz que abriga dezenas de grupos étnicos e se destaca como um dos lugares mais multiculturais do Brasil. O roteiro, que inclui mais de 30 pontos de interesse, destaca a presença das múltiplas culturas já nos locais escolhidos para as três paradas do passeio: Mesquita Omar Ibn Al-Khattab, Templo Budista Chen Tien e Marco das Três Fronteiras. Parte de uma malha urbana habitada por mais de 700 mil pessoas e que inclui Puerto Iguazú (Argentina) e Ciudad Del Este (Paraguai), Foz é o berço de brasileiros de todas as regiões e também de alemães, italianos, paraguaios, argentinos, japoneses, chineses e ucranianos, entre outros. E muitos libaneses. Calcula-se que esteja em Foz a segunda maior população de origem libanesa no Brasil. E, proporcionalmente, a maior comunidade islâmica, com cerca de 10% dos residentes.

Wi-fi e bom-humor a bordo

Das lendas indígenas à chegada do homem branco; do empenho de Santos Dumont em tornar as Cataratas acessíveis ao público às histórias dos dois rios que separam — ou unem — os três países, nada escapa à narrativa informada dos bem-humorados guias. Em português, espanhol e inglês eles traçam uma interessante linha do tempo do município, criado há pouco mais de 100 anos a partir de uma ocupação militar que se fixou na região no final do século 19. Aproveite o wi-fi a bordo para postar as fotos que fará pelo caminho. Principalmente as imagens que fizer nos três cartões-postais escolhidos como paradas no percurso.

Parada 1

MESQUITA OMAR IBN AL-KHATTAB. Imponentes torres com mais de 30 metros de altura projetam-se da construção totalmente branca que pode ser vista de longe no bairro Jardim Central. O mais vistoso dos dois locais de culto erguidos pela grande comunidade islâmica de Foz do Iguaçu é inspirado na famosa mesquita Al Akssa, de Jerusalém. Seu salão oval de orações tem quase 600 metros quadrados. #Saiba mais #link para o verbete mais amplo + Mesquita.

Parada 2

MARCO DAS FRONTEIRAS. Um dos principais símbolos históricos de Foz do Iguaçu, o obelisco de pedra e cimento inaugurado em 1903 deu origem a um complexo turístico, com um boteco-choperia, centro de visitantes e loja. O Marco das Américas passa por uma série de melhorias e oferece uma exuberante vista da região. Dali se podem ver os marcos semelhantes na Argentina e no Paraguai. E, principalmente, observar o encontro dos rios Iguaçu e Paraná. (#Saiba mais #link para o verbete mais amplo + Marco das Américas)

Parada 3

TEMPLO CHEN TIEN. Uma estátua de bronze com dez metros de altura, representando o Buda Shakyamuni, domina o amplo jardim. Numerosas esculturas de diversos budas, principalmente das tradições chinesas, evocam os diversos estados mentais positivos propostos pelo budismo, como paciência, generosidade, ética, esforço entusiástico, concentração e sabedoria. O templo foi construído pela Ordem Budista Internacional (ORBI), que segue a escola do Budismo Terra Pura. (#Saiba mais #link para o verbete mais amplo + Templo Budista)

Voltar

Receba nossa Newsletter