Sua avaliação: Nada Sua avaliação: 2.5 (4 votos)

Lago de Itaipu

Um lago de águas calmas e límpidas

O reservatório, formado em 1982 com a construção da Usina de Itaipu, é hoje um dos maiores lagos artificiais do mundo, com 170 km de comprimento e área de 1.350 Km². A profundidade média é de 22 metros, mas nas proximidades da barragem pode alcançar 170 metros.
 

Com 66 pequenas ilhas, as águas calmas do lago possibilitam uma série de alternativas de lazer, em clubes, praias artificiais e parques, e propiciam ainda tranquilos passeios de barco e até competições esportivas.
 

O Lago de Itaipu também funciona como base dos programas de preservação da fauna e da flora da região, abrigando, nas duas margens, duas reservas e cinco refúgios biológicos que somam 35.858 ha de áreas. Para impedir seu assoreamento e poluição, o lago é cercado por uma faixa de reflorestamento, com 13 milhões de árvores em 63.376 hectares.


 

Praias artificiais

O gigantesco lago formado pela construção da Usina de Itaipu guarda uma série de pequenos paraísos, onde se pode curtir o sol escaldante da região em praias de água doce e sem ondas. As praias do Lago de Itaipu são uma boa opção de descanso e lazer para quem gosta de praia, mesmo longe do mar.
 

No verão, o Lago de Itaipu e as praias são procurados por turistas dos três países da região, recebidos pela infraestrutura com capacidade para 300 mil visitantes. Com 87 hectares de praia, bosque, atracadouros, pavilhão de exposições, restaurantes e áreas de camping, além de quiosques para veranistas, o Terminal Turístico de Santa Helena é o maior de todos.
 

Entre as opções de diversão para toda a família, há tobogã, banana boat, pedalinhos e barcos. O complexo dispõe ainda de campo de futebol, quadras de vôlei e quadra de futebol de areia.
 

Os terminais turísticos estão disponíveis nas praias artificiais de Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Itaipulândia, Missal, Marechal Cândido Rondon e Santa Helena.

 

Informações:
 

Os terminais turísticos estão abertos o ano todo. Os meses de maior movimento são dezembro, janeiro e fevereiro, e a entrada é gratuita.


 

Turismo Rural
 

O turista que visita Foz do Iguaçu pode também optar por estender seu passeio para conhecer o turismo rural nos municípios banhados pelo reservatório de Itaipu. O roteiro inclui a culinária típica da região e várias opções de lazer e entretenimento, em áreas naturais, com espaços e manifestações culturais, pesca ecológica, entre outros.
 

Os pontos turísticos da região banhada pelo lago retratam a cultura indígena e também a dos descendentes de colonos italianos e alemães, com apresentações de canto, dança e fabricação de artesanatos.

A culinária típica dos povos que colonizaram o Paraná também é destaque, com pratos típicos como cucas, bolachas e geleias artesanais, além de estrelas como o peixe na telha. As cachaças, licores e chopes artesanais também não podem faltar no roteiro gastronômico.


 

Caminhos ao Lago
 

Em uma iniciativa que busca desenvolver o turismo integrado e sustentável de toda a região no entorno do reservatório de Itaipu, os municípios lindeiros são parceiros do projeto “Caminhos do Turismo Integrado ao Lago de Itaipu”. O projeto possibilita ao turista que visita Foz do Iguaçu conhecer roteiros alternativos de viagem, com várias opções de lazer e entretenimento, culinária típica e turismo rural e ecológico.

 

O projeto possui quatro diferentes roteiros temáticos: o Caminho das Águas, o Caminho da Colonização, os Caminhos Rurais e Ecológicos e o Roteiro de Pesca Desportiva.

Os roteiros abrangem as opções relacionadas às águas, às culturas italiana, germânica e indígena e ao ecoturismo, incluindo sempre atividades ligadas ao contato com a natureza, além de explorar o potencial de pesca esportiva ao longo do Lago de Itaipu.
 

Integram o roteiro 15 municípios do Paraná: Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Medianeira, Itaipulândia, Missal, Diamante do Oeste, Santa Helena, São José das Palmeiras, Entre Rios do Oeste, Pato Bragado, Marechal Cândido Rondon, Mercedes, Terra Roxa e Guaíra. Faz parte do roteiro, ainda, o município de Mundo Novo, no Mato Grosso do Sul.
 

Os roteiros da região promovem atividades como caminhadas, pesca, participação em eventos comunitários e compra de artesanato. É possível visitar desde ateliês e grupos de dança típica até cachoeiras, trihas, circuitos e reservas indígenas.

 

 

Kattamaram
 

Navegar pelas águas tranquilas do imenso lago formado com a construção da Usina de Itaipu a bordo do barco Kattamaram é um dos inesquecíveis passeios que você pode vivenciar em Foz do Iguaçu.
 

A embarcação, de 35 metros de comprimento, possui uma infraestrutura completa, com convés coberto, bar americano, espaço para shows e solário. São diversas opções de passeios para até 200 pessoas por viagem.

No roteiro principal do Kattamaram, o ponto de embarque é a praia artificial de Três Lagoas, em Foz do Iguaçu. A viagem segue pela praia artificial de Santa Terezinha de Itaipu e finaliza na imponente barragem da Itaipu Binacional.
 

Nas noites de sexta-feira e sábado, o barco oferece ainda um passeio especial, que possibilita aos tripulantes acompanhar o espetáculo da iluminação da barragem da usina de um ângulo diferenciado.

 

A vista privilegiada deixa o show ainda mais fabuloso.

 

Informações e reservas: + 55 (45) 3529-9864

Site: www.kattamaram.com
 



Galeria

Compartilhe

Qual sua opinião sobre este atrativo de Foz Iguaçu? Diga nas redes sociais:

Parceria
FOZ DO IGUAÇU DESTINO DO MUNDO | Política de privacidade | Desenvolvido com Drupal 6.1 IMAM