Sua avaliação: Nada Sua avaliação: 4.6 (13 votos)

Cognópolis

Turismo do conhecimento

“Não acredite em nada. Mesmo no que lhe disserem aqui dentro. Experimente. Tenha suas experiências pessoais.” É assim, enaltecendo o Princípio da Descrença, que o pessoal da Conscienciologia recebe os visitantes, na sua Cognópolis ou “cidade do conhecimento” — cognópolis vem do latim cognitio (conhecer) e do grego pólis (cidade).

 

Criado pelo médico e professor Waldo Vieira, o termo Conscienciologia dá nome aos estudos da consciência e suas diversas formas de manifestação. Segundo os conscienciologistas, a consciência é mais do que o cérebro físico e transcende a própria existência atual, já que acumula experiências resultantes de múltiplas vidas.

 

Cognópolis, que acabou dando nome ao bairro onde se localiza, recebe tanto pessoas interessadas em saber mais sobre a Conscienciologia quanto turistas comuns, que encontram lá uma série de atrativos, como a Holoteca (“coleção de coleções”) e o Tertuliarium, onde o próprio Waldo Vieira aparece para bate-papos matinais, todos os dias da semana.

 

O bairro Cognópolis, criado em 2009, tem 7 milhões de m² de área. Desse total, 1,7 milhão de m² formam a área da Conscienciologia, que abriga 22 instituições voltadas ao estudo da Conscienciologia, entre elas o Ceaec — Centro de Altos Estudos da Conscienciologia, fundado em 1995 por Waldo Vieira, além de condomínios residenciais e áreas de preservação permanente.

 

O Ceaec reúne cerca de 750 profissionais de diversas áreas, que atuam voluntariamente, dedicando-se ao estudo da consciência em evolução, com realização de pesquisas e oferta de cursos teóricos e práticos à comunidade, sobre as mais variadas temáticas.

 

No Ceaec, está a Holoteca, palavra do grego que significa algo como “coleção de coleções”. Pesquisadores, professores e estudantes encontram ali 850 mil itens. São 93 mil livros, dos quais 6 mil dicionários; coleções de conchas do mar, selos, moedas e tudo o que possa representar o conhecimento humano.

 

Visitas

 

Para visitar o Ceaec, não é preciso marcar hora. O atendimento, diariamente (inclusive aos domingos), é das 9h às 17h. O visitante, do Brasil e exterior, poderá conhecer a estrutura do campus, imersa em meio à natureza, e todas as atividades ali desenvolvidas, inclusive os acervos e exposições multiculturais.

 

O Tertuliarium tem palestras e debates entre 9h e 11h, com participação de Waldo Vieira, também diariamente. E das 12h30 às 18h, quando voluntários apresentam os trabalhos que desenvolvem e participam de discussões. Os debates são transmitidos pela internet.

 

Em outubro de 2014, Cognópolis inaugura um hotel com capacidade para 300 leitos. O Mabu Interludium Iguassu Convention foi construído pela Conscienciologia, mas a operação é da Rede Mabu de Hotéis. Ele atenderá não apenas os visitantes, mas o público em geral.

 

Informações:

Telefone: (55) 45-35252652

www.tertulia.conscienciologia.org

E-mail: [email protected]



Galeria

Compartilhe

Qual sua opinião sobre este atrativo de Foz Iguaçu? Diga nas redes sociais:

Parceria
FOZ DO IGUAÇU DESTINO DO MUNDO | Política de privacidade | Desenvolvido com Drupal 6.1 IMAM