Foz da Emoção


 

Foz da Emoção

 

A palavra emoção tem múltiplos significados na região onde se encontram Brasil, Paraguai e Argentina. A simples vista das Cataratas do Iguaçu já torna o passeio inesquecível, mas, para quem quer ir além do turismo de contemplação, há muitas outras opções.

 

 

Macuco Safari

 

A aventura do Macuco Safari permite ao turista chegar a poucos metros das Cataratas do Iguaçu. Ali, experimentará a indescritível emoção de tomar um banho da água que forma o espetáculo das quedas.

 

A navegação é feita em barcos infláveis, com capacidade para 25 pessoas. Antes de chegar ao porto, o aventureiro é levado por um jipe elétrico e depois faz um percurso a pé até a beira do rio, em meio à mata nativa.

 

A aventura dura uma hora e meia e inclui banhos sob as quedas, em manobras que mostram toda a perícia dos pilotos.

 

 

Passeios

 

Há ainda muitas outras emoções reservadas ao turista que aprecia e quer vivenciar experiências no coração do Parque Nacional do Iguaçu.

 

Trilha do Poço Preto: São nove quilômetros de extensão, percorridos a pé ou de bicicleta (convencional ou elétrica). No final do percurso, uma ponte pênsil dá acesso a uma trilha rústica de 500 metros, onde uma casamata de 10 metros de altura possibilita uma vista panorâmica da mata, com destaque para a Lagoa do Jacaré. O retorno é feito em barco bimotor.

 

Porto Canoas: Passeio curto, de apenas 20 minutos, com saída e retorno do Porto Canoas, para observar a parte superior das Cataratas.

 

A partir do Porto Canoas também é possível acessar a Trilha das Bananeiras, o Terminal do Poço Preto, a Lagoa do Jacaré e o Arquipélago das Taquaras, com todas as opções de passeios.

 

 

Rafting

 

Uma opção radical de lazer é a descida de bote por quatro quilômetros do Rio Iguaçu, dois deles em águas calmas e dois em corredeiras. No trecho calmo é possível até nadar no rio.

 

O início do percurso é próximo às Cataratas, lado brasileiro, com uma vista magnífica das quedas.

 

 

As corredeiras são consideradas de nível médio (classe III+), acessíveis a partir de 14 anos de idade.

 

A duração do passeio é de 30 minutos, em barcos com capacidade para 8 a 12 pessoas.

 

Informações:

http://www.macucosafari.com.br/br/macuco-safari/macuco-safari

Telefones: 45 3574-4244 / 3529-6262

 

 

Salto de Paraquedas

 

Que tal curtir lá do alto o “visual irado” da fronteira, como dizem os paraquedistas? Pois não é preciso experiência nem qualquer treinamento para fazer o salto duplo e apreciar uma paisagem “de arrepiar” a três mil metros de altura.

 

O salto dura dez minutos, aproximadamente, tempo suficiente para conhecer as belezas da região de fronteira e entender sua geografia, uma terra de dois grandes rios, cada qual com sua maravilha: no Iguaçu, as Cataratas e todo seu esplendor; no Paraná, Itaipu, a usina que mais gera energia no mundo e uma obra que é exemplo de integração entre povos.

 

 

O centro de paraquedismo funciona na Estância Hércules, localizada nas proximidades da usina de Itaipu, que conta com uma pista de avião e estrutura para receber os interessados em participar da aventura.

 

Informações:

http://www.skydivefoz.com/

Telefones: 45 3027-5070 | 45 9148-9756

[email protected]

 

 

Passeio de helicóptero

 

O passeio de helicóptero também permite apreciar e fotografar, de um ângulo privilegiado, os grandes atrativos de Foz do Iguaçu, a começar por um sobrevoo pelo Parque Nacional do Iguaçu, incluindo, é claro, as Cataratas.


Os roteiros podem incluir também o Marco das Três Fronteiras, a Ponte Tancredo Neves, que liga Brasil e Argentina, a Ponte da Amizade (Brasil e Paraguai), o Lago de Itaipu e a própria usina.

 

Informações:

Telefone: 55 (45) 3529 7474

E-mail: [email protected]

 

 

Passeios no lado argentino

 

Para conhecer as atrações do Parque Nacional Iguazú, no lado argentino, há várias opções de passeios.

 

Passeio inferior – Uma trilha no meio da mata dá acesso à parte inferior das quedas, permitindo uma vista panorâmica da Garganta do Diabo. 

 

Passeio superior – Por uma trilha, percorre-se a parte superior das quedas.

 

Garganta do Diabo - O acesso é pelo Trem das Cataratas, movido à eletricidade. Depois de descer na Estação Garganta do Diabo, o visitante caminha por uma passarela de 1.100 metros, que serpenteia entre as ilhotas até chegar em frente à Garganta do Diabo.

 

Trilha do Macuco - Originalmente, era uma picada percorrida pelos desmatadores, com 3.600 metros de extensão. Ela dá acesso a uma cascata de 20 metros de altura.

 

Iguazú Forest - No Parque Nacional Iguazú, o Iguazú Forest oferece um circuito de atividades, dentro do conceito de turismo de aventura.

Entre as atividades, tirolesa, em que o turista desliza por um cabo de uma altura de 25 metros, de uma árvore até a outra; trekking na mata, passeio por uma trilha de 900 metros, entre a vegetação nativa; e rapel na cachoeira, feito numa queda d´água de mais de 15 metros de altura.

 

Informações:

http://www.iguazuargentina.com/

 

 

Cassinos

 

Tanto no Paraguai como na Argentina, o jogo é livre. Por isso, existem estabelecimentos de alto nível tanto em Ciudad del Este quanto em Puerto Iguazú.

 

Em Ciudad del Este, no Paraguai, o Hotel Casino Acaray conta com um resort e restaurante internacional. Ali se joga roleta, pôquer, bacará, black jack e texas pôquer. No Gran Casino Itaipú, o mais antigo da fronteira, há quatro grandes salas para jogos clássicos, salões para black jack, pôquer caribenho, roleta e outros.

 

Em Puerto Iguazú, na Argentina, o Casino Iguazú está instalado em um hotel de padrão internacional, a apenas 15 minutos do centro de Foz do Iguaçu. Com 1,2 mil metros quadrados, o cassino tem 30 mesas de jogos — roletas, black jack, bacará, pôquer e dados — e 200 máquinas de jogos eletrônicos.

 

Informações:

Casino Iguazú - www.casinoiguazu.com

Hotel Casino Acaray - Telefone: (561) 504-250

Gran Casino Itaipú – (561) 512-294

E-mail: [email protected]

Parceria
FOZ DO IGUAÇU DESTINO DO MUNDO | Política de privacidade | Desenvolvido com Drupal 6.1 IMAM